Skip navigation

Spotify only needs a 10-12% conversion rate of free to paid users in any given territory to give the labels a decent return. Wells also revealed that Spotify was the fourth largest digital partner in terms of revenue contribution in 2009. The top three weren’t named, but it’s likely Apple’s iTunes and Google’s YouTubeare among them. Spotify has already taken over iTunes in terms of revenue contribution in its native Sweden.

O detalhe é que o Spotify ainda não entrou no mercado americano, o que deve acontecer ainda neste semestre.

SVP of Digital for Universal Music Group International Rob Wells revealed some of the financial details of the licensing agreements it has with Spotify for the first time. In the UK and Spain, Spotify pays a per stream royalty for each track users listen to. In its other four territories (France, Sweden, Finland, and Norway), the labels instead get a cut of the revenue generated from subscriptions and advertising. “That to me equates to a sustainable business model,” said Wells.

E quem fala que o Spotify oferece uma matemática financeira sustentável para as gravadoras é o manda-chuva da Universal Music Group, não é nenhum deslumbrado com a internet, não. Mas a matéria do Telegraph também traz um porém, por sinal muito bem resolvido.

Mr Wells said it was “lagging behind” in the UK and Spain because of the extremely high quantity of people using the service for free – meaning it was a more difficult task to convert 10 per cent of a much larger number into subscribers. Spotify has recently re-turned on the ‘invite only’ mechanism in the UK to limit the amount of users on the site.

Na Inglaterra, por exemplo, o cara ouve o que quiser por pouco menos de 10 libras, e não precisa aturar nenhuma propaganda. Na Suécia, por sua vez, o Spotify rende mais grana para as gravadoras do que a iTunes.

Do Mashable

2 Comments

  1. E, com um proxyzinho francês, desde junho que eu tô usando o Spotify sem problemas.

    Muito da minha coleção de mp3 tá empoeirando, e muita coisa que eu não lembrava que existe tá mais fácil de ouvir. Uma música puxa a outra.

    Favorecendo a pirataria? Não. Só que… Cadê, no mínimo uma iTunes store pra gente aqui no Brasa? Eu quero ouvir o que eu quero QUANDO eu bem entender. Não 6 meses depois do lançamento oficial mundial, EM CD (eu nem tenho mais aparelho de CD), e ter que ir na loja comprar. Eu quero ouvir de madrugada, depois que um blog disse que era bom. Quero ter “preview” (o iTunes tem, a Amazon tem, não tô falando de baixar o pirata – try before buy), pra saber se quero aquele som.

    Mas, se Maomé não vai à montanha, try, Maomé. And don’t buy.

    • runmotherfuckerrun
    • Posted January 22, 2010 at 5:37 pm
    • Permalink
    • Reply

    é, mercado fonográfico é complicado. os dinossauros da TV estão por trás do Hulu. Já no mercado musical, nada, todo mundo se faz de morto.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: