Skip navigation

Patriotismo é uma merda, ufanismo então nem se fala.

Mas nos tempos de hoje, está difícil não esbarrar com exemplos destes dois sentimentos. Até propaganda de carro tá cantando as glórias do governo. E sabe o que é o pior? Até NYT, El País e The Economist estão fazendo coro, dedicando capas e prêmios ao Presidente Lula e ao Brasil.

Muita gente como eu deve estar se perguntando que porra de euforia é essa. Pois bem, a resposta passa pela dicotomia abaixo, tirada do Blog do Noblat.

O foguete Brasil de recente capa da “Economist” acabou caindo em Angra dos Reis, para citar apenas a cidade mais explorada pela televisão nas enchentes do verão que mal começou.

Ficou evidente, se ainda fosse preciso, que o Brasil é um país colossalmente subdesenvolvido, vítima do que Janio de Freitas, na terça-feira, chamou de “urbanismo criminoso, que tantos administradores públicos têm praticado por tão longo tempo, com a permissão para o crescimento de favelas (formas de degradação da vida urbana) e para a especulação imobiliária (como degradação também da natureza)”.

Vai ser difícil encontrar outra descrição tão apta do subdesenvolvimento em tão poucas linhas. Certamente não será encontrada na “Economist”, que está preocupada com a emergência do mercado brasileiro, não do país.

Subdesenvolvimento não é obra de apenas um governo ou de apenas alguns anos.

De um lado o mercado, do outro o país.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: