Skip navigation

O Brasil, como sempre, no retrovisor da história.

A China avança mais rápido do que os demais países do Bric tanto nos investimentos em ciência e tecnologia quanto no envolvimento do setor produtivo nos esforços de inovação, segundo estudo apresentado nesta quinta-feira (15/04) em seminário paralelo à cúpula do grupo, organizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Dados compilados pelo pesquisador Luiz Ricardo Cavalcante, da Divisão de Estudos Setoriais do Ipea, mostram que os investimentos chineses em pesquisa e desenvolvimento tecnológico passaram de cerca de 0,8% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2000 para 1,44% em 2008, último dado disponível. No período, o Brasil foi de 1% para 1,09%, recuperando-se de queda para 0,8% em 2004. Os investimentos russos subiram no início da década, mas voltaram a cair. A Índia ficou estagnada até 2006.

No parágrafo abaixo, vê-se que a iniciativa privada brasileira não é lá tão privada assim:

Ele mostrou ainda que a China chegou ao padrão dos países ricos quando se mede a participação das empresas -privadas, públicas ou mistas- nos investimentos em pesquisa. Enquanto no Brasil 52% deles ainda são bancados diretamente pelo Governo, entre os chineses essa proporção caiu para 25%.

Nós reclamamos tanto que os políticos mamam na teta do estado e, cegos, não vemos que o empresariado brasileiro também se alimenta das finanças públicas.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: