Skip navigation

Texto da Veja sobre as eleições presidenciais na Colômbia:

Num movimentado cruzamento do centro de Bogotá, um grupo de estudantes vestidos com camiseta verde e segurando girassóis interrompe o trânsito caótico para distribuir santinhos. Em outro bairro, adolescentes barulhentos invadem restaurantes com balões amarelos. Essas são as cenas urbanas dominantes a poucos dias do primeiro turno das eleições presidenciais na Colômbia, em 30 de maio.

Essas manifestações fazem parte da campanha de Antanas Mockus, do Partido Verde. Começou a eleição com 9% e hoje está com 37%, tecnicamente empatada com o candidato do Presidente Uribe. Quuando reitor de uma Universidade, subiu ao palco e, vaiado pelos estudantes, abaixou as calças e mostrou a bunda. Quando prefeito de Bogotá, trocou os guardas de trânsito por mímicos. De quebra, ainda enfrenta o mal de Parkinson:

No mesmo momento em que começou a subir nas pesquisas, Antanas Mockus anunciou que sofre de Parkinson. Em um terço dos pacientes, a doença leva à demência. Mockus garante que, segundo os médicos, isso não ocorrerá com ele tão cedo. Durante entrevista a VEJA, sua mão direita tremia levemente, um possível sinal dos estágios iniciais da doença. A sinceridade do candidato ao lidar com o assunto agradou ao eleitorado.

O cara é foda, e alimenta a esperança de cada um em uma política limpa, sonhadora, ingênua. Tem um documentário em 7 partes, essa é a primeira:

E como todo contraponto é saudável, Reinaldo Azevedo escreve sobre o “esquisitão perigoso”.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: