Skip navigation

Tag Archives: youtube

A introdução é das mais fodas que eu já vi. E esse cara é sensacional!

Cultural anthropologist Mike Wesch studies YouTube and how social media is transforming how we communicate. The Kansas State University professor says social media has made us far more connected. His research on YouTube also reveals a media landscape that is fostering new forms of community and collective action

E se você achou a introdução pancada, eis um link precioso.

Taí uma belíssima interface e uma boa resposta ao facebook.

Bom VT. Simples, conceito foda.

Worlds first mixable youtube video. (Wait until the video is fully loaded.) There are 11 beats to mix from and the wheeler indicator shows you when it is time to mix.

É impressionante como colocar um rango para esquentar no microondas tem um poder hipnótico sobre nossas mentes. Quem não resiste a tentação de assistir os alimentos rodarem no microondas, num movimento cíclico e contínuo? É com um balé nutritivo. O CastOven da 100kw-sgss é um aparelho que pegou essa premissa cotidiana e inovou absurdamente. O microondas busca automaticamente um vídeo aleatório no youtube com a duração exatamente igual ao tempo de uso e passa no visor frontal.

Vencedor de dois prêmios (Best Demonstration no WISS 2008 e Outstanding Performance Award and Jury’s Special Award no Mashup Awards 5), O produto ainda não está disponível para vendas, então teremos que continuar esperando.

Via TrendHunter.

Tiago Dória fez um post interessantíssimo sobre o Youtube a partir da leitura do livro Youtube e a Revolução Digital. Tem um trecho foda que mostra que o site de vídeos vai MUITO ALÉM de uma mera plataforma de mídia:

Para exemplificar, é citado o caso do discurso do primeiro-ministro australiano, Kevin Rudd, com um pedido histórico de desculpas aos povos nativos da Austrália, feito em fevereiro de 2008.

No YouTube, ao lado do vídeo com o discurso de Rudd, há vários outros, que destacam apenas os trechos mais importantes, algumas paródias, outros que relacionam o pedido a músicas. E mais alguns em que usuários discursam em frente a webcam afirmando se são a favor ou contra o pedido.

Em suma, ao lado do vídeo do pedido de desculpas, vários “remixes” em torno do conteúdo original. No caso, assistir à transmissão do pedido foi apenas o início da experiência com o conteúdo, com a notícia. O consumo deixou de ser apenas o ponto de chegada. É o início da experiência.

YouTube.com is now the second largest search site online — YouTube generates domestically close to 3BN searches per month — it’s a bigger search destination than Yahoo.

Li essa parada em um texto FODA, q ainda renderá mais posts.